União Estável: Por que vale a pena formalizar?

Atualizado: Ago 21

Usufruir de vários benefícios legais e contratuais, além de deixar sua vida e de sua família mais tranquila, segura e previsível.


Querido (a) leitor (a), agradecemos o seu interesse por nosso conteúdo e esperamos retribuir de forma valorosa a sua visita!



Deixar de usufruir de inúmeros benefícios legais e contratuais, como fazer Declaração de Imposto de Renda conjuntamente, aumentar facilidade para conseguir financiamentos bancários, ter direito a benefícios previdenciários com mais rapidez e facilidade, seguros de vida, inclusão como dependente em planos de saúde e odontológicos, clubes etc são os principais motivos que levam as pessoas a regularizarem a União estável.


Apesar do legislador e os tribunais terem equiparado a União estável ao casamento, fato é que o casamento existe após um procedimento solene, em que é expedida a Certidão de casamento. Já a União estável pode existir sem que haja documento solene que a comprove.


Nesses casos, para se comprovar a relação jurídica entre as duas pessoas, tem que se apresentar documentos que demonstrem a vida conjunta, de forma duradoura, com o fim de estabelecer núcleo familiar.


Porém, não é só quando se busca dividir benefícios que a comprovação do vínculo se mostra extremamente necessária: em momentos de desfazimento da relação, muitas vezes se faz necessária a comprovação da união estável para estabelecer regularização de bens que podem estar no nome de um dos companheiros, mas que ambos contribuíram para a aquisição.




A comprovação de dependência econômica, quando existir, se torna muito mais fácil, de modo a facilitar o pedido de pensão alimentícia ou pensão por morte, tanto em processos administrativos quando em judiciais.


O custo que se tem ao negligenciar a regularização, deixando de lado essa situação aumenta bastante, porque, normalmente, ela a necessidade de formalização da União estável ocorre em momentos difíceis e demandam urgência.



Atualmente, uma das formas mais rápidas e fáceis é formalizar através dos Tabelionatos e Cartórios. Porém, é importante ter orientação de um advogado, para que haja um planejamento correto dos efeitos da formalização, o que constar na escritura pública e como estabelecer o regime patrimonial.


Planeje sua vida, invista em você!

Busque uma assessoria jurídica e regularize seus vínculos e seus direitos!


Autoria: Fernando Almeida Salgado Lôbo


Advogado especializado em Planejamento jurídico patrimonial, tributário e em Direito e Gestão imobiliária. Sócio do Campos, Costa e Lôbo advogados



Gostou? Recomende, comente e compartilhe!

Siga-nos e receba nossas próximas publicações! Instagram: @ccladv







Tags: Regularização União estável formalização vínculo companheiros advogado escritura de reconhecimento de União estável cartório direito de companheira adovagado especialista direito de família Salvador escritório formalizar união estável relação

10 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo